Muita gente não sabe como funciona o crediário no banco. E, além disso, não são todos os bancos que oferecem essa opção para seus clientes. Justamente por isso, essa função não tem muito destaque e a maioria das pessoas não usam. Mas, agora, você vai entender vários detalhes e saber se o seu banco oferece esse benefício.

Para começar, há alguns anos atrás, se você quisesse comprar algo no crediário era preciso fazer um carnê de pagamento. Dessa forma, a empresa responsável pela venda emitia todos os boletos de cobrança de uma só vez para que você fosse quitando mensalmente na data de vencimento. Ao final do carnê, pronto, já havia pagado totalmente o valor do bem. Em alguns casos esses carnês ainda existem, apesar de estarem sendo cada vez mais substituídos por outras formas de pagamento.

A principal delas é o cartão de crédito, que possibilita compras parceladas dentro do limite de crédito oferecido pela financeira. Além do parcelamento, também foi criada a modalidade “crediário” para pagamentos com o cartão de crédito. Nesse caso, a emissora do cartão realiza uma análise de crédito para definir um limite específico para as compras feitas no crediário. Usando desse limite de crédito, o cliente consegue parcelas suas compras com um prazo maior de pagamento e juros competitivos. O Banco do Brasil é um dos pioneiros em oferecer para seus clientes a opção de limite de crediário.

Como Funciona o Crediário no Banco

Os cartões Ourocard são uns dos melhores do mercado. Além disso, disponibilizam um valor para que alguns clientes parcelem suas compras em até 48 vezes. Assim é possível adquirir tudo o que você quiser, como, por exemplo, materiais de construção, equipamentos eletrônicos e de informática, viagens, serviços de saúde ou beleza, enfim, qualquer coisa, e optar pelo pagamento parcelado. A seguir, vamos ver um exemplo de como o crediário funciona na prática.

Como funciona o crediário no banco e para que serve?

Para exemplificar da melhor maneira como funciona o crediário no banco, vamos supor que o valor máximo do limite de crediário do seu cartão seja de R$15 mil. Normalmente uma compra no cartão de crédito comum conta com o prazo de 12x. No entanto, nessa modalidade, você conta com prazo de até 48 parcelas. Além disso, ainda há um prazo de carência para quitação da primeira parcela de 59 dias. Muito bom, né?

Agora, vale lembrar que o uso da função crediário depende da disponibilidade do seu limite. Pode acontecer também de o banco decidir não liberar o crédito para você com base nos dados consultados durante a análise. Então, se o seu perfil já foi verificado e você tem esse limite, vai precisar apenas de:

  1. Encontrar um estabelecimento comercial que trabalhe com esse modo de pagamento;

  2. Possuir um Ourocard, por exemplo, com as bandeiras Visa, Visa Electron ou Elo;

  3. Solicitar a opção “Crediário” na hora de passar o pagamento na maquininha da Cielo.

É importante ressaltar que nos casos dos cartões Ourocard com bandeira Mastercard não têm essa função disponível. Além disso, outra informação relevante é que, apenas as máquinas da Cielo contam com a possibilidade pagamento no Crediário. Dessa forma, você pode solicitar uma simulação e escolher o número de parcelas. O estabelecimento precisa informar as condições do parcelamento, como juros e valor total.

O pagamento das parcelas é feito com débito automático. Ou seja, o valor é descontado diretamente em sua conta corrente, sem fatura ou boleto. A data de cobrança deve ser escolhida pelo comprador. Outro detalhe é que limite de crediário é independente do limite de crédito do cartão, ou seja, essa compra não mudará sua capacidade de pagamento à vista com o seu cartão de crédito.

Cuidados na hora de usar o crediário bancário

Assim como todas as formas de crédito disponíveis, o crediário não é diferente: deve ser usado com cautela. A falsa impressão de que é uma forma de resolver algum problema e fazer uma grande compra, pode acabar arruinando suas finanças. Então, se você é uma pessoa que gosta de manter suas contas em dia, não quer pagar juros altos, optar pelo crediário pode ser uma escolha ruim.

Para qualquer compra que vamos fazer, em qualquer situação, é preciso pensar bem antes de tomar uma decisão, pois basta um passo em falso para acabar se endividado. É fácil perceber que a maior parte das compras que fazemos é por impulso e sem planejamento algum, acabam desestabilizando as finanças. Lembre de quantas vezes você já não comprou um produto e, logo depois, se arrependeu ou descobriu que em outra loja ele estava mais barato.

Por isso, é muito importante que você saiba como funciona o crediário para não se perder nas suas finanças. Mas é preciso tomar alguns cuidados. Por exemplo, há lojas que dizem não haver juros no pagamento com crediário. E isso é, claro, um grande equívoco. Todo e qualquer parcelamento tem juros embutidos.

Inclusive, as taxas de juros para crediário são de aproximadamente 6% ao mês. Isso pode parecer muito pouco. No entanto, em uma conta simples, você percebe que em 12 meses você terá pago 36% de juros sobre o valor total do produto adquirido. Agora, imagine no crediário que você pode dividir em até 48 vezes.

Dicas para usar o crediário

Bom, vendo todas essas informações sobre essa opção de pagamento, a gente consegue ter uma ideia de quais são as melhores oportunidades de optar por ele. Então, a dica é que você use o crediário apenas em momentos de extrema necessidade. Tem sido muito comum a liberação desse crédito para clientes que estão construindo ou reformando. O valor é disponibilizado para a compra de materiais de construção. Analisando por esse lado, uma situação de real necessidade e pode ser melhor do que optar pelo cartão de crédito, sem dúvidas. Pois os materiais são caros e com o crediário você pode parcelar em mais vezes.

Fora isso, tome muito cuidado e analise sua planilha financeira para ter certeza de que usar o crediário será uma opção vantajosa no momento.

Está precisando de empréstimo pessoal? Então clique aqui e veja tudo sobre o assunto!

publicidade:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *