Entrevistados recebem a placa  “Aqui tem gente que lê” que é anexada na fachada de cada residência visitada.  Moto livro, serviço gratuito de entrega de livros, já funciona em Barueri. Poemômetro  e Passeio de Leitura também fazem parte do projeto que deverá transformar Barueri numa cidade de leitores

Carro de som, ônibus estilizado com trechos de poemas de grandes autores e um batalhão de funcionários da Secretaria de Cultura e Turismo ganharam as ruas do Parque Viana na manhã desta quarta-feira, 13, para dar início a mais ousada e inédita pesquisa focada nos hábitos da leitura. Quais são as dificuldades que as pessoas têm de ler? O que elas lêem? Qual a média anual de livros lidos? A leitura é espontânea ou indicada? Respostas a estas e muitas outras perguntas são buscadas na pesquisa.
O mutirão de pesquisadores visitará residências, escritórios e comércios. Nas primeiras moradias, houve boa receptividade. Paulo Prado, 56, foi um dos primeiros a aceitar, após responder ao questionário, que a equipe afixasse em sua residência uma placa com os dizeres: Aqui tem gente que lê – “Estou encantando com esse trabalho. Agora vou passar a acompanhar mais todos esses projetos de cultura na cidade”, disse. “Nunca tinha visto um trabalho como esse com monitores vindo até as nossas casas para incentivar a leitura. Estou impressionado com essa disposição da prefeitura”, disse Prado. Iris Nicole, 26, também moradora do Parque Viana, confessou ter dificuldades em mostrar às filhas a importância da leitura. “Sinto falta de ter alguém para me orientar sobre isso. Vou pedir ajuda aos monitores”, avisou.
Marcos da Costa Miller elogiou muito a iniciativa. “Barueri é pioneiro em tudo. O Brasil deveria seguir o exemplo da Prefeitura de Barueri e reduzir os índices de analfabetismo. A secretaria está de parabéns. Nota 10 para essa ação”.
De acordo com o secretário de Cultura e Turismo, João Palma, essa mobilização é indispensável para sair dos discursos e trabalhar ações concretas para que Barueri seja uma cidade de leitores. O levantamento, ainda segundo Palma, permitirá que a própria população indique os caminhos para atingir a meta de aumentar o número de leitores e transformar Barueri em cidade de leitores.
Durante os mutirões para o levantamento de informações, os moradores poderão se tornar sócios do Clube da Leitura Barueri com a possibilidade de encomendarem um livro pelo telefone ou e.mail e o receberem em casa ou no local de trabalho. Ao ficar sócio do Clube da Leitura, o morador terá à disposição todo o acervo das bibliotecas municipais, que soma mais de 200 mil títulos.
O plano de metas do governo Gil Arantes destaca, na área cultural, a realização de ações de incentivo à leitura como investimento, principalmente na criança e no jovem para uma cultura pela paz.
Paralelamente ao levantamento de dados, a Secretaria de Cultura realiza outras ações como exposições nas bibliotecas municipais sobre “Os Cem Livros que Marcaram a Humanidade” e a “Origem da Escrita”, além do Passeio de Leitura, que pode ser agendado para grupos com, no mínimo, quinze pessoas pelo telefone 4199-1606. O passeio oferece a oportunidade de conhecer alguns programas de estímulo ao hábito de ler desenvolvidos em Barueri.
Os grupos que agendarem esse passeio visitarão exposições específicas montadas em algumas das 11 bibliotecas públicas mantidas pela prefeitura. Saberão o que é e onde se localiza o Poemódromo, o que faz o Poemômetro e poderão assistir encenações como A Hora do Conto e Concertos de Leitura. O Museu da Bíblia faz parte do itinerário.
Levantamento de dados
De novembro até fevereiro, as equipes da Secretaria de Cultura e Turismo, formada por funcionários das 11 bibliotecas municipais devidamente identificados, farão o levantamento de dados ouvindo pelo menos 11 mil pessoas de acordo com o distrito, o bairro e o setor censitário em que mora. A divisão foi feita de acordo com os parâmetros do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que irá acompanhar o levantamento e a compilação de dados.
A expectativa é que os números sejam apresentados em março de 2014, quando a cidade comemora 65 anos de emancipação político-administrativa. São esses números que vão delinear os programas de incentivo à leitura na cidade.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Barueri Hábitos de leitura da População
publicidade:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *